Em reunião da Coordenação Executiva, PSDB-Mulher define estratégias para 2019

Foto: Dennys William

A Coordenação Executiva do PSDB-Mulher e suas Coordenadorias Regionais se reuniram nesta terça-feira (27), em Brasília, para discutir o espaço da mulher na nova fase da política brasileira e os rumos do secretariado para o ano que vem. Durante o encontro, as tucanas declararam por unanimidade apoio a candidatura da deputada federal Yeda Crusius (RS) como presidente do PSDB. Segundo a bancada feminina, Yeda representa um ponto de equilíbrio e convergência para reconstruir e pacificar o PSDB.

A reunião teve início com uma ampla análise dos resultados das eleições de 2018. Cada representante estadual teve cinco minutos para expor a realidade local e traçar o panorama das mulheres do PSDB eleitas pelo Brasil. Estiveram presentes representantes do secretariado do Pará, Alagoas, Ceará, Rio de Janeiro, Distrito Federal, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Amazonas, Acre, Espírito Santo, Pernambuco, Santa Catarina, Paraíba, Minas Gerais e Goiás.

Eleitas

A senadora eleita por São Paulo, Mara Gabrilli, teve uma participação emocionante durante o almoço das tucanas. Ela contou um pouco da sua trajetória na política e de como a presidente Yeda Crusius a inspirou para a trabalhar em defesa das mulheres.

“Durante todos esses anos eu nunca me envolvi profundamente com as causas das mulheres. Você não sabe disso, mas você me inspirou a pensar nesse tema. Eu só sou senadora por sua causa. Você fez uma coisa que eu admiro muito: abriu mão de você. Isso é coisa que só mulher faz.”, disse.

Cinco das oito deputadas federais eleitas também compareceram à reunião: Mara Rocha (AC), Edna Henrique (PB), Tereza Nelma (AL), Rose Modesto (MS) e Geovania de Sá (SC). Todas tiveram espaço para fala e demonstraram interesse em contribuir para o crescimento do PSDB-Mulher nos postos de comando do partido.

“Nós já temos um calendário fundamental e planejamento para a o PSDB e o seu novo período, onde a mulher tem uma proporção muito maior, um peso conquistado nas urnas e os homens menor. Com isso, queremos nossos espaços. Nós temos que escolher que espaços nós queremos.”, disse a presidente Yeda Crusius.

A futura deputada federal Edna Henrique (PB) afirmou que pretende trabalhar junto ao secretariado e ajudar a fortalecer as bandeiras femininas dentro e fora do partido.

“Estou aqui também para fazer o diferencial junto com cada uma de vocês. É essa nossa proposta porque com certeza unidas nos fortalecemos muito mais dentro do contexto e do conhecimento de cada um adquiriu dentro das políticas públicas e sociais.”, acrescentou.

Agenda 2019

Em seguida, as tucanas discutiram o calendário para o próximo ano. Estão previstos 3 cursos de capacitação: o primeiro para as eleitas, o segundo para preparação da nova Executiva e o último para as possíveis candidatas nas eleições de 2020. Além dos seminários, uma grande confraternização está sendo organizada para comemorar os 20 anos do PSDB-Mulher.

Reportagem Tainã Gomes de Matos
Fonte: Assessoria do PSDB-Mulher Nacional
Data da Notícia: 27/11/18

Clique AQUI e veja mais fotos do evento.

Deixe um Comentário