Aval a Tasso

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Decidido a deixar o comando interino do PSDB quando Aécio Neves (MG) voltou ao Senado por decisão judicial, Tasso Jereissati (CE) recebeu ontem a missão de continuar como presidente da legenda até a eleição de um sucessor.

Tasso assumiu o posto em maio, quando Aécio foi afastado do Congresso um dia depois da divulgação de conversa entre o mineiro e Joesley Batista, dono da JBS. O interino se sentia desconfortável por um clima de indefinição no PSDB. Entre a quarta-feira e ontem, os dois se encontraram com integrantes do partido para chegar a um consenso sobre a presidência. O cearense, então, recebeu o aval para tocar a agenda necessária.

Segundo a deputada Yeda Crusius, desde o estouro da última crise ética no país, não houve debate sobre o futuro da legenda ou posicionamento em relação à denúncia contra o presidente Michel Temer.

– Estávamos vazios em discussão e decisão. A condução da votação pela liderança não havia sido posta. Foi uma surpresa para a bancada, governo e ministros a orientação do líder – explicou Yeda, que votou contra a indicação do PSDB, mas a favor de parecer assinado por um tucano.

– Tenho responsabilidade. Não iria jogar o Brasil numa aventura – concluiu.

Data da nota: 04/08/17
Fonte: Zero Hora – Coluna Política + Rosane de Oliveira

2017-08-04T09:54:45-03:00 4 de agosto de 2017|Tags: , , , , |

Deixe um Comentário