Yeda Crusius se reúne com Kléber Senisse para tratar de ações pela prevenção da violência na capital gaúcha

Yeda e Coronel Kléber Senisse. Foto: Ascom YC

Na última quinta-feira (16), a deputada federal Yeda Crusius (PSDB/RS), idealizadora e presidente da Frente Parlamentar Mista de Prevenção à Violência (FPMPV), esteve em reunião com o secretário de Segurança Pública de Porto Alegre, Coronel Kléber Senisse. A parlamentar apresentou as atividades da Frente e convidou o secretário para a próxima audiência pública, a ser realizada no dia 04/12, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Também o convidou para audiência pública de Brasília, a ser realizada na Câmara dos Deputados no dia 06/12, com a presença do secretário de Segurança Urbana de Recife/PE, Murilo Cavalcanti; do secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo, André de Albuquerque Garcia; e deputado federal Capitão Augusto (PR/SP), presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) da Câmara.

Yeda destacou a importância do aproveitamento de experiências nacionais, estaduais e municipais na FPMPV, exemplificando o método utilizado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ao criar as Câmaras Setoriais, que implicou na definição de programas prioritários – aqueles que efetivamente deixariam uma marca de transformação para o país e para o governo. Entre as bem-sucedidas, estão a Câmara de Política Econômica, a Câmara de Infraestrutura e a Câmara de Política Social.

Em sua gestão como governadora (2007-2010), Yeda Crusius elaborou um Programa de Prevenção à Violência (PPV) focado nas comunidades de maior risco do Estado. Por meio de convênios e ações integradas, Yeda conseguiu reduzir a taxa de criminalidade e violência em várias cidades. Como deputada federal, Crusius quer ampliar as ações de prevenção à violência em nível nacional, somando forças entre o Executivo e o Legislativo na formulação de um plano nacional que previna a violência em todo o Brasil, e não apenas a remedie.

“A violência é uma epidemia no Brasil e, antes mesmo de ser combatida, precisa ser prevenida. Não é mágica, é método. A Frente Parlamentar quer mostrar experiências que geraram resultados positivos para que possam servir de modelo a ser adaptado em outras regiões do Brasil, bem como articular esforços para selecionar os principais projetos de lei que permitam o enfrentamento dessa epidemia”, destaca Yeda Crusius.

Texto: Izys Moreira/ Ascom YC
Foto: Ascom YC
Data da Notícia: 17/11/17

Deixe um Comentário