Yeda Crusius apresenta para Alexandre de Moraes a Frente de Prevenção à Violência

Foto: Ascom YC

A deputada federal Yeda Crusius (PSDB/RS), autora da Frente Parlamentar Mista de Prevenção à Violência, esteve no Supremo Tribunal Federal (STF), na última quarta-feira (04), para apresentar a Frente ao ministro Alexandre de Moraes e convidá-lo para o ato de seu lançamento, que será no próximo dia 24 de outubro.

“A Frente Parlamentar de Prevenção à Violência atuará de forma coordenada e articulada com as comissões temáticas do Congresso Nacional, pela promoção de uma cultura de prevenção à violência e de uma cultura da paz”, explica a parlamentar.

Yeda Crusius tem como meta contribuir para a redução dos índices de violência em todo o país e vem trabalhando no Parlamento para isso. Já tratou do assunto com vários ministros, parlamentares e autoridades, entre eles, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra e o ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sérgio Westphalen Etchegoyen.

Mais de 230 deputados e senadores já aderiram. Além deles, a Frente pode ter representações nas Assembleias Legislativas Estaduais, na Câmara Legislativa do Distrito Federal e nas Câmaras Municipais. “É um canal aberto à participação de representantes de todos partidos políticos e de todo cidadão ou entidade que aceite e deseje transformar o nosso país em uma nação mais segura e pacífica”, afirmou Yeda Crusius.

Programa de Prevenção à Violência (PPV)
Em sua gestão como governadora do Rio Grande do Sul (2007-2010), Yeda Crusius elaborou um Programa de Prevenção à Violência (PPV) focado nas comunidades de maior risco do estado. Por meio de convênios e ações integradas, Yeda conseguiu reduzir a taxa de criminalidade e violência em várias cidades. Foi estimulada a inserção de jovens dos bairros mais violentos em políticas sociais.

“O programa possibilitou selecionar, a partir do mapa da violência, os 50 bairros mais violentos do Rio Grande do Sul. O número de homicídios foi reduzido com políticas baseadas em um programa municipalizado de prevenção à violência. A violência é uma epidemia no Brasil e, antes mesmo de ser combatida, precisa ser prevenida”, afirmou a tucana.

Texto: Izys Moreira/ Ascom YC
Data da Notícia: 06/10/17

Deixe um Comentário