Separação de filhos de imigrantes do pais nos EUA é criticada

Crianças que foram separadas dos pais se acomodam em esteiras dentro de um centro de detenção da polícia de fronteira dos EUA, em Rio Grande, no Texas – Reuters

Uma das medidas da nova política de tolerância zero a imigrantes ilegais adotada pela administração do republicano Donald Trump provocou muita polêmica: a separação entre os pais e crianças.

“Mesmo reconhecendo que a administração Trump tem acertado em muitas ações e está tendo o reconhecimento dos americanos, e se for da forma divulgada, querer separar crianças de seus pais por serem imigrantes é desumano e maligno”, criticou o deputado Fábio Sousa (GO) por meio do Twitter.

Em apenas seis semanas, foram separados cerca de 2 mil filhos de imigrantes ilegais, segundo o Departamento de Segurança Doméstica dos EUA.

Já a deputada Yeda Crusius (RS) lembrou que hoje é o Dia dos Refugiados. Ela repudiou a situação em curso nos Estados Unidos e disse que esta é uma maneira de intimidar novas levas de pessoas que querem chegar aos EUA. As crianças ficam em centros de detenção perto da fronteira com o México.

Sob muita pressão interna e externa, a Casa Branca anunciou nesta tarde decreto suspendendo a separação das famílias de imigrantes.

VENEZUELA

A parlamentar citou também a questão dos refugiados que deixam a Venezuela rumo ao Brasil. Para ela, o país precisa se preparar por meio de políticas públicas para dar a essas pessoas dignidade e oportunidades que não encontram em seu país de origem.

Fonte: Assessoria do PSDB na Câmara
Data da Notícia: 20/06/2018

Confira o vídeo da parlamentar tratando do tema na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados:

2018-06-22T11:13:52+00:00 20 de junho de 2018|Tags: , , , , , |

Deixe um Comentário