Pela Cultura da Paz, Yeda Crusius celebra o Dia da Não Violência reiterando os trabalhos da Frente do PPV

Na última segunda-feira (02), foi celebrado o Dia Internacional da Não Violência, infelizmente com um acontecimento trágico: o tiroteiro em massa que matou 58 pessoas e fez mais de 500 vítimas em Las Vegas. Foi o maior ataque da história dos Estados Unidos. “Hoje, mais do que nunca, é preciso falar em não violência, em solução de conflitos, em buscar ideias que ajudem a interromper a espiral ascendente de crueldade e fúria que ameaça a todos”, afirmou a deputada federal Yeda Crusius (PSDB/RS).

Ainda no início de outubro, além do acontecimento que espalhou pânico nos EUA, um terrorista esfaqueou e matou duas mulheres, antes de ser abatido por policiais, na França. No dia da votação do plebiscito de independência, mais de 800 pessoas ficam feridas em confrontos com policiais na Catalunha. Cerca de 400 mil pessoas fugiram de Mianmar, além dos milhares de deslocados na guerra na Síria. No Brasil, só na semana de 21 a 28 de agosto, foram mortas violentamente 1.195 pessoas.

“Para onde quer que olhemos, uma conclusão: enfrentamos uma epidemia mundial de violência. É para enfrentar esse surto, pelo menos aqui no Brasil, que trago para o Congresso a Frente Parlamentar Mista de Prevenção à Violência, em que resgato uma experiência de meu governo no Rio Grande do Sul que deu extremamente certo”, explicou a tucana. Yeda criou a Frente na Câmara dos Deputados e tem como meta contribuir para a redução dos índices de violência em todo o país. Mais de 200 parlamentares a apoiaram. “Antes de combater é preciso prevenir”, destacou.

Texto: Izys Moreira/ Ascom YC
Data da Notícia: 03/10/17

Veja o vídeo da deputada no plenário da CD tratando do assunto:

 

 

Deixe um Comentário