Em Brasília, prefeito busca recursos para construção de nova sede da escola de autistas

Yeda com o prefeito Luciano Azevedo

Passo Fundo possui uma instituição com mais de 16 anos de história voltada para o atendimento de autistas. Para incentivar e qualificar ainda mais o trabalho desenvolvido na Escola Municipal Olga Caetano Dias, o prefeito Luciano Azevedo foi buscar em Brasília recursos para a instituição. Em reunião com a deputada federal Yeda Crusius, ele solicitou a liberação de R$ 1 milhão, via emenda parlamentar da deputada, para a construção da nova sede da escola.

“Temos em Passo Fundo uma escola que é referência no atendimento de autistas. Compreendemos a importância da instituição para a evolução das pessoas que apresentam o transtorno e, por isso, viemos buscar mais recursos para qualificar o trabalho que vem sendo realizado”, enfatizou o prefeito Luciano. A Escola Olga Caetano Dias atende 60 alunos entre 5 e 40 anos, que frequentam o local no turno inverso da escola regular. As atividades oferecidas buscam melhorar raciocínio, memória e coordenação dos autistas.

“Tive a alegria de receber aqui no nosso gabinete o meu querido prefeito Luciano, que está em um périplo em Brasília para conseguir apoio e recursos para o desenvolvimento do município. Passo Fundo é uma cidade que tenho em meu coração. Sem dúvidas darei o meu apoio”, afirmou Yeda Crusius.

Ao comentar a possibilidade de liberação dos recursos, a presidente da Associação dos Amigos da Criança Autista de Passo Fundo (AUMA), Salua Youne, lembrou que a nova sede é uma reivindicação antiga. O projeto para a construção do espaço, elaborado por engenheiros e arquitetos voluntários, já foi entregue à Prefeitura. “Será um sonho ver o projeto da nova sede sair do papel. Desde que procuramos o prefeito, ele nos assegurou que faria o possível para viabilizar a obra”, afirmou Salua. Ela observou que ao novo espaço poderá ampliar em mais de 60% o atendimento.

Histórico
Fundada em março de 2001, a Escola Municipal Olga Caetano Dias conta atualmente com 60 alunos em atendimento. Diferentes projetos são desenvolvidos como equoterapia, em parceria com a Brigada Militar, Universidade de Passo Fundo (UPF) e Grupo Cultural e Tradicionalista Cavaleiros do Planalto Médio; o Projeto Aquático também é realizado a partir de uma parceria com a UPF; Almoçando na Escola, projetos de música e artes.

Texto: Comunicação PMPF
Foto: Por Izys Moreira – Ascom YC
Data da Notícia: 22/08/17
Clique AQUI e veja mais fotos da reunião.

2017-08-25T14:05:22+00:00 22 de agosto de 2017|Tags: , , , |

Deixe um Comentário